google-site-verification=OKcoAUKv17mzfPhVijTq5ZvaShTCtIQrFl3Wa7z9X3s TÉCNICAS DE MANUFATURA DE JÓIAS - shopdaspedras.com.br

TÉCNICAS DE MANUFATURA DE JÓIAS

   

  

 

Técnicas de Manufatura de Jóias de Ouro

Fundição de cera perdida:

O processo de duplicação de um objeto pressionando o metal derretido para dentro de um molde. As jóias podem ser reproduzidas rapidamente, de maneira prática e exata, por qualquer dos vários métodos de fundição; as fundições centrífugas ou a vácuo são as mais comuns. A fundição teve grande influência e mudou o estilo e manufatura de jóias: uma jóia de ouro que exige considerável custo de mão-de-obra para ser fabricada á mão pode ser fundida por muito menos.

Corrente:

Quase todas as correntes são uma série de enlaces de fio de metal ligados. Os elos de corrente são geralmente montados, soldados (reunidos) e depois passam por um processo para “dar jogo”, que os torna flexíveis. Hoje embora existam correntes de ouro feitas à mão, a maioria das correntes é produzida por máquinas controladas por computador que podem ser programadas para oferecer uma grande variedade de desenhos diferentes.

Estamparia:

Um processo no qual as jóias são pressionadas para fora, parcial ou completamente, conduzindo matrizes de aço temperado na forma desejada para dentro de uma lâmina de ouro sob pressão. O processo se presta bem para produção em escala.

Eletroformação:

O processo de formar objetos através da deposição eletrolítica de um metal (ouro) sobre um molde ou mandril (normalmente cera). O molde ou mandril posteriormente removido, resultando em uma peça de jóia resistente mais oca

A eletroformação torna possível a criação de peças de jóias de ouro dimensionadas e com desenhos complexos.

Cada uma dessas técnicas de fabricação inclui os passos finais de limpeza e polimento para trazer à mostra beleza da jóia acabada.